quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Não há estratégia que resista às derrotas em campo

Na primeira semana de dezembro, algo de anormal aconteceu. A comunicação social, em massa, começou a falar de arbitragem. Toda. Mesmo aqueles que dizem ter o princípio de não falar de arbitragens, decidiram dar os seus dois tostões para a discussão. Motivo? A berraria feita pelo Benfica, no final da derrota com o Marítimo, por causa do antijogo. Num jogo sem casos, em que não existiram penáltis por marcar, em que os três golos marcados foram legais, em que não houve nenhum golo mal invalidado, em que não ficou nenhum jogador por expulsar nem houve nenhum jogador injustamente expulso, não houve jornal ou site desportivo que não desatasse a condenar o antijogo e a exigir/propor alterações para acabar com tal flagelo. Uma pessoa menos atenta poderá ter ficado com a sensação de que teria sido o primeiro jogo em Portugal em que uma equipa simulava lesões para perder tempo. A comunicação social, por uma vez na vida, tomou as dores do clube que reclamava contra a permissividade demonstrada pelos árbitros perante o antijogo.

No mês seguinte, decorreram vários jogos com erros de arbitragem realmente grosseiros. Daqueles que definem resultados de jogos e ajudam a definir competições. O Sporting podia ter saído da Luz na liderança no campeonato. No entanto, dois penáltis ignorados na área do Benfica - um dos quais deu origem ao primeiro golo do Benfica - deixaram o Sporting a cinco pontos. Podíamos também falar da forma como fomos afastados da Taça da Liga. Como reage a comunicação social a tudo isto? Passando uma esponja pelo sucedido: os árbitros são pessoas, sujeitas a errar; o erro é aleatório e faz parte do jogo; todos são beneficiados e prejudicados em igual medida; as arbitragens não decidem o desfecho dos jogos; há demasiada pressão sobre os árbitros e há que castigar exemplarmente quem os critica.

A ação branqueadora de diversos indivíduos, colocados nos jornais e televisões para passar a mensagem que for mais conveniente, foi mais do que evidente. Podem dizer que estão a apelar à calma, a proteger o setor, mas essa argumentação cai por terra quando se vê que esse discurso é abandonado provisoriamente quando lhes é conveniente. 

Curiosamente, nas pormenorizadas análises que fizeram, não vi ninguém a encarar o problema da perspetiva de quem é continuamente prejudicado.

É que existem dois níveis de análise relevantes. A primeira, mais imediata, é o impacto que os erros têm nos jogos em que são cometidos. Todas as equipas, ao longo de uma época, ganham alguns jogos com maior dificuldade do que outros. Nesses jogos mais equilibrados, se há equipas que têm o triplo ou o quádruplo (ou mais) de decisões erradas em seu prejuízo em comparação com um rival, é inevitável que acabem por ceder pontos em mais partidas do que o tal rival menos azarado. Numa competição que premeia a regularidade, este acaba por ser um fator de influência indiscutível. 

Mas existe um segundo nível, que, não sendo imediato, é muito pernicioso pela forma como pode, durante um período de tempo mais prolongado, envenenar todo o trabalho feito até então: falo de toda a carga psicológica que se abate sobre a equipa que tem resultados negativos. Quem segue o futebol sabe da importância da motivação de uma equipa, da confiança com que encara os jogos. Não se pode comparar o espírito de uma equipa que vai acumulando maus resultados com o espírito de uma equipa que vai passando por entre os pingos da chuva. Os jogadores parecem piores do que são, a inspiração coletiva aparece com menos facilidade, a paciência dos adeptos reduz-se, a tensão e os nervos têm a tendência de tomar conta de todos quando as coisas se complicam. Ao invés, os menos azarados acabam por usufruir de uma situação inversa. É muito mais fácil tudo correr bem, transpiram confiança e, não menos importante, não sentem o mesmo nível de pressão por terem muito mais margem para errar.

No Dia Seguinte de segunda-feira, Rogério Alves abordou, e bem, este tema. Vale a pena ouvir. 


"Não há estratégia que resista às derrotas em campo". Tal e qual. Atrevo-me a complementar essa afirmação com isto: quando há vitórias em campo, qualquer estratégia parece fantástica.

50 comentários :

  1. Sobre a carga psicológica

    http://www.sportshypnocoach.pt/blog/170105_Estabilidade.html

    ResponderEliminar
  2. Mestre, a Grande vantagem de dominar o sistema é o poder minar a confiança dos adversários, principalmente, o Porto fazia isso e o Benfica idem,

    Depois há a outra vertente que são as decisões incompreensíveis, e fundamentalismos técnico/tácticos, então emprestamos o Lukas Spalvis que foi o melhor marcador do campeontato dinamarquês o ano passado com 18 golos em 30 jogos para ficarmos com o Baladas e o Castaignos como únicas alternativas ao Bas Dost ? estão a gozar com os sportinguistas ? o baladas é um jogador tipo parecido ao Liedson !? wtf

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não faz mais sentido um jogador que veio de uma lesão grave ganhar nível competitivo num clube como o belenenses? ou faz mais sentido ficar no clube e não jogar de todo?

      Eliminar
    2. Concordo com o empréstimo do Spalvis. Vem de uma lesão grave. Ficando no Sporting, mesmo sendo a 1ª alternativa em relação ao Dost, teria poucos minutos, o que está longe de ser o ideal para reintegrar um jogador que está há meses sem competir. Sendo utilizado com pouca frequência, o mais certo era que levasse um selo de má qualidade. Concordo com o empréstimo, se correr bem ganhamos o suplente do Dost de que precisamos, e que neste momento o Spalvis ainda não vai conseguir ser.

      Eliminar
    3. Verde, depois da venda do Montero numa altura decisiva vamos ver se esse empréstimo não se torna em mais um tiro no pé.

      Cumprimentos

      Eliminar
    4. Compreendiria este empréstimo caso tivéssemos jogadores com qualidade para substituir Bas Dost, não tendo, e considerando o desempenho quer de Castaignos e de André na minha opinião era de manter este jogador.
      Rezem para que Bast Dost não se lesione.

      Eliminar
    5. A venda do Montero e o empréstimo do Spalvis é o novo soundbyte lampião.

      Eliminar
    6. Dizes tiro no pé, ZF, no sentido do Spalvis desatar a marcar golos no Belenenses?

      Ora aqui entra a outra faceta desta corrupção mesquinha, a vassalagem dolosa (mas sem intenção)

      Maior parte dos jogos é muito mais fácil marcar golos pelo Belenenses do que pelo Sporting... pois contra o Sporting todos entram super aguerridos e a comer a relva toda... (o mendes, a mala, prémios jogo, n situações de CORRUPÇÃO, fenómeno eufemisticamente chamado 'carregados do benfica'->como se houve em escutas que já levou a detenções)

      Ora tenho dúvidas até se o Belenenses é um Merdica C ou D, ou seja, se não é um 'carregado do benfica'(pelo menos o Mendes tem bastante influencia) ... por isso pode ter jogos que podem ser autênticos passeios, se isso convier à escumalha DDT...

      O Spalvis vai lá exactamente para baralhar um pouco essa lógica, e vai ser aceite pois ainda existe um braço de ferro entre o Clube e Amigos do Mendes pelo control da SAD de futebol.

      Se marcar uma dúzia de golos (que seja ao Merdica e ao Porco), é prova que é bom jogador, mas não é prova que seja melhor do que os que ficaram no Sporting e marcaram menos golos... tanto mais que estes têm a tendência de jogar muito menos.

      PERCEBESTA ?? (tenho a sensação duma terrível perda de tempo!! )

      Eliminar
    7. JF,

      incrivel como o Spalvis passa de "flop" a "tiro no pé por ser emprestado". E isto tudo sem jogar.

      És um palhaço

      Eliminar
    8. p0ing, nunca disse que ele era um flop, nem sequer que ia ser um tiro no pé. Deve estar a confundir com alguém da sua aldeia.

      Eliminar
  3. Mestre, como venho dizendo há muito, este carnide é uma fotocópia fiel do Porto dos anos '80 e '90... com a (enorme) diferença de dominar o 4º Poder... para poder branquear (neste caso não tem nada a ver com a porta 18) todos os cambalachos que fazem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe ainda um outro poder que vocês ainda não escrutinaram e é o mais importante:é o poder de jogar bom futebol e de ter espírito de grupo, de mudar 8 titulares e o jogo ficar tão ou mais fluido que o anterior. Este é o verdadeiro poder do futebol, o JOGAR À BOLA.

      Eliminar
    2. Exatamente, Aldo, é uma fotocópia do Porto... mas com o bónus de dominar a comunicação social.

      Eliminar
    3. Domina a informação. E informação é poder.

      Eliminar
    4. Como o Rodolfo diz e bem, é o poder de ter 22 jogadores que seriam titulares em qualquer um dos rivais. heheh

      Cumprimentos

      Eliminar
    5. rudolfina, minha franga louca... até te dou razão... não dominamos... porque não temos sido capazes do melhor... e do pior... já vocês... estabilidade não vos falta... o vosso futebol tem sido miserável desde o 1º jogo do rui... só rui... não fosse o constante colinho...

      Ah, e vais falar-me da Europa... a Europa... pois é... na Europa tens conseguido alguns resultadinhos porque tens defrontado, nas fases de grupos, autênticos coxos... e porquê?! Porque o "bronco" que não vos servia permitiu que adquirissem uma posição no ranking de clubes de forma a que agora entrem nos sorteios no pote 1... este ano então, viu-se como foi... pote 1, um dos grupos mais cagados da LC, e passaram à rasquinho... com a ajuda do Kiev... por isso, o teu carnide resume-se à bagagem deixada pelo JJ, e pelo muito colinho que têm tido cá no tasco...

      #NãoValesUmEuro

      Eliminar
    6. Esta rena é do mais básico que já vi a comentar. Hás de dizer-me que equipa intranquila JOGA À BOLA! E neste momento o Sporting é uma equipa intranquila. E quando não o está encarregam-se de a pôr. Levaste banho de bola na Luz e ganhaste à conta dos teus amigos da APAF. Vocês conseguem ser piores do que os adeptos do FCP nos anos do café com leite e da fruta.

      E, sim, o Benfica domina esta porcaria toda, comunicação social incluída. Lembro-me bem de ver nos anos 90 o "Donos da Bola", só para dar um exemplo, na SIC, em que havia sempre tema da corrupção portista em cima da mesa. A mesma estação que hoje já não se preocupa em abordar os diversos temas relativos ao Benfica de que se fala por aí.

      Ponham a mãozinha na consciência e, pelo menos, deixem de gozar com quem é roubado. Muito menos deixem-se dessa conversa do "JOGUEM À BOLA", porque isso o Sporting sabe fazer, e bem. Como mostrou nos jogos contra o Benfica, este ano e no ano passado.

      Eliminar
    7. Rutolfo isso é conversa de dragao!

      Eliminar
    8. Rodolfo... e tu que pareces ser um gajo inteligente... não achas estranho mudares 8 jogadores e o jogo ficar tão ou mais fluido... :)
      a sérios que acreditas mesmo no tipo gordo que chega a tua casa via chaminé guiado por uma renas voadoras?

      Eliminar
    9. Aninhas, quem não domina o básico como tu, não pode pensar mais além.
      O teu clube tem o ponto alto da época nos jogos com o Glorioso e esfarrapa-se todo para conseguir boas exibições. Adoram ganhar o campeonato da segunda circular. Esquecem-se porém que o campeonato tem 18 equipas, e as vossas exibições com as restantes são no mínimo confrangedoras.

      Eliminar
    10. Ricardo, pergunta pertinente mas com segundas intenções.
      Não tens plantel em Portugal que consiga ter 22 jogadores aptos para jogarem ao mesmo nível como o Benfica. A prova disso é que se vos falta o Adrien cai o Carmo e a Trindade naquele meio campo.
      By the way o teu nome é design ou disaine? É que o meu é rUdolfo pois dizem que exerço uma acção Rudolph Valentinesca nas catraias e no desaparecido Alien.

      Eliminar
    11. Por alguma coisa digo que há corruptos no norte e no sul, como se vê são iguais, os argumentos são iguais, o Beneficia é o Porto do novo milénio. Mas mais incompetente, muito mais. O esquema deles vai ruir mais facilmente. E o Porto foi achincalhado na CS na alturw do apito dourado, e memo assim... ganharam. O quarto poder é muito fogo de vista, não é assim tão poderoso como quer fazer crer.

      Eliminar
  4. Claro.

    Esta estratégia tem sido usual nos últimos anos: o benfica começa as épocas a jogar mal mas nas primeiras jornadas (13, por exemplo, como há dois anos) é altamente beneficiado. Ao mesmo tempo o Sporting é puxado para baixo.

    Quando o benfica passa para a frente, já com uma distância pontual confortável, os árbitros começam a dar uma ou outra "guela" ao Sporting. Ao benfica até são capazes de marcar um penalty lá para o fim de um jogo quando já está 3-0 ou 4-0 e expulsar um jogador aos 90'.

    Quando se vão fazer as contas da "Liga Real", já os lances duvidosos para cada uma das equipas estão (um pouco) mais nivelados. Entretanto já uma equipa ganhou o elan todo e joga de peito cheio, enquanto a outra entrou em depressão porque sabe que não vale a pena jogar neste futebol da mentira; e os adversários do Sporting começam a perceber isso e a entrar em campo mais confiantes.

    O raio-x é mais que conhecido mas os lampiões convivem bem com isso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, viu-se essa estratégia logo na segunda jornada contra o Setúbal, quando o árbitro valida um golo ilegal perdendo o Benfica 2 pontos. heheh

      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Em 2004 (a época do apito dourado), quando o Porto venceu a LC, em Março, quando jogou a 1ª mão dos 1/4 de final com o Lyon, já era praticamente campeão nacional...podia centrar-se apenas nas competições europeias... conforme o Juninho Pernambucano até referiu na altura... o que até já era muito... e não perde o mérito da vitória europeia... apenas o mérito da vitória cá no burgo... aliás, outra (grande) diferença deste carnide para o Porto do apito dourado, está aí mesmo... o Porto roubava cá, mas ganhava lá fora...

      Eliminar
    3. Onde é que o golo do Setúbal é ilegal?

      Estás viciado em mentir e manipular.

      Eliminar
    4. Onde é ilegal? Veja a repetição, existe uma dupla falta: fora de jogo posicional e obstrução ao defesa que marcava o autor do golo.

      Eliminar
  5. Gostava de saber em que jogos o Benfica foi beneficiado. E que críticas à arbitragem se fizeram após a derrota na Madeira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. John, como é óbvio vai ficar sem resposta.

      O Benfica não fez "berraria" nenhuma. Aliás, o que o Mestre escreve é exatamente aquilo que aconteceu após o jogo do Sporting contra o Setúbal.

      Mas vai dar sempre para enganar a meia dúzia do costume. heheh

      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Mestre... também ia caindo da cadeira como eu?!?!?! Ahahahahahahahahahah!

      Eliminar
    3. aqui concordo com o John Billy.
      independentemente da cor da camisola que vestimos, temos que nos render às evidências e ser sérios. e, de facto as críticas à arbitragem após a derrota na madeira do slb não tiveram a dimensão que tiveram outras ocasiões omitidas cirurgicamente no post.
      acho injusto falar-se nas críticas às arbitragens por parte do benfica em relação ao jogo sem casos na madeira, e esquecer-se convenientemente do barulho todo em relação à arbitragem após o empate do slb contra o setúbal (que foi obtido com um penalti duvidoso a favor do slb aos 84 minutos).

      Eliminar
    4. Andas a soldar sem mascara?

      se for o caso ate compreendo!

      Se por acaso nao for essa a tua situaçao, nao passas de mais um corrupto por conivência, que se anda a fazer de tolo!

      Guimaraes vs vendifica

      -penalti por marcar sobre hernani

      -perdao de vermelho a lindoflop por 4 agarroes consecutivos a soares, e no seguimento golo do m*rdifica.

      -mitrogluglu fora de jogo nao assinalado

      ISTO SO NA ULTIMA JORNADA!

      TROCA A M*RDA DA MASCARA! ENTREGA A QUE USAS AO CIRCO E PEDE UMA DE SOLDADOR!

      Eliminar
    5. É muito por esta atitude defensiva que se vê o quanto compactuam com a arbitragem actual. O facto de negarem tudo (até eles mesmos), de forma a proteger que as arbitragens não são assim tão más.
      São más, e nos jogos do Benfica também são más, o problema é o Benfica beneficiar das más arbitragens e o Sporting ser prejudicado. E isto é claro. Esta época vimos uma nova saga do futebol português, e vimos o Benfica a melhorar aquilo que no ano passado tinha sido fraco. O confronto directo com os rivais. E como é que lidaram com isso? Com duas arbitragens manhosas, cheias de erros que os beneficiaram e que lhes permitiram que ao invés de sairem dos 2 jogos com 0 pontos, saíssem com 4.
      No jogo com o Porto vemos a falta de coluna vertebral, sintomática nas gentes daquele clube, um lance de golo anulado ao Porto por mão do Filipe é considerado por todos (árbitros inclusivé) bem invalidado, e bem (não esquecer porem que a bola vem do Mitroglou, da mão do Mitroglou). Mas este lance é importante para vermos uma total mudança de opinião sobre este tipos de lance, mÊs e meio depois...
      Jogo na Luz, Sporting se vence passa para primeiro. Pizzi, tal como o Filipe, toca a bola com a mão esquerda na área, árbitro deixa seguir, segundos depois toca com a mão direita, árbitro deixa seguir. Golo do SLB. Esperava aqui que todos, em concordancia com o que disseram do jogo do Porto assumissem que de facto ficou por marcar uma grande penalidade, mas não, apenas uma parte menos lampiã do Benfica assumiu que sim, foi um erro, e que sim foram beneficiados. Depois temos o lance do Semedo, uma comédia no futebol, em que até a anatomia humana deixou de ser considerada factual. O ombro passa a ser ao lado dos biceps, e tudo para defender que o Semedo não tocou a bola com a mão, mas com o ombro. Uma maravilha. Resta dizer que, no jogo com o Porto ficou por marcar uma grande penalidade contra o Benfica (só podia) por uma carga nas costas clara do Eliseu no André Silva, mais clara imagine-se que o lance do Setubal na área do Sporting (árbitro que foi também defendido pelos encarnados).
      A juntar a estes 2 jogos, temos o jogo deste fim de semana com o Guimarães em o André Almeida agrediu um jogador do Vitória no fim da primeira parte. Depois temos os jogos contra equipas amestradas... com autogolos estranhos ou falhanços inacreditaveis. Mas de qualquer das formas, com 2 arbitragens decentes nos jogos grandes a classificação não era o que é neste momento, o Benfica tinha-se ressentido dos resultados e as outras equipa teriam sido impulsionadas pela vitória frente ao Benfica.

      A pergunta que te faço Jonh Billy é... o que achas que mudou nas arbitragens em Portugal, para que no espaço temporal de 5 anos o Benfica se tenha deixado de queixar, o Benfica tenha deixado de defender a verdade desportiva e para que o Benfica tenha deixado de ser o principal clube apoiante do video-arbitro e passasse a ser o mais céptico.

      Eliminar
    6. Exibição: "Sabíamos que o Marítimo ia entrar com aquela postura. Nos primeiros minutos não entrámos como queríamos. A partir daí, controlámos o jogo. O Marítimo defendeu bem, fez o seu papel. Tivemos oportunidades para fazer o golo, mas não fizemos. Na segunda parte, o adversário vai à nossa área e faz golo. Quem não finaliza algumas oportunidades pode acabar por sofrer. O Marítimo fez o que tinha de fazer: defendeu bem, utilizou as armas que tinha de utilizar. Nós procurámos de várias maneiras, tivemos ocasiões para marcar, mas o futebol de vez em quando tem destas coisas. As equipas acabam por procurar um erro nosso, uma bola parada, e foi o que aconteceu. Não ganhámos, mas fizemos por isso".
      BENFICA
      Rui Vitória nunca teve um jejum destes fora de casa
      Arbitragem: "O Marítimo parou-nos de várias formas: umas melhores e outras piores, conforme a análise. Há tanto programa desportivo... Tenho de analisar os aspetos da minha equipa".

      A berraria resume-se a isto: "o Marítimo parou-nos de várias formas, umas melhores outras piores".
      Dos erros de arbitragens, vejo aqui um Nuno a falar de um golo em fora de jogo do Mitrogolo e um vermelho perdoado ao Lindelof. Quem consegue ver isto num jogo sem casos é natural que se veja colinho ao Benfica em qualquer jogo.

      Eliminar
    7. Epq tem verginha lampiáo. Vai debitar as tuas ilusões para o outro lado, aqui ninguém acredita no que voxēs têm para dizer!

      Eliminar
    8. Eu acho que eles têm razão.

      A berraria não foi com a arbitragem.

      Foi, caia Carmo e Trindade, o antijogo....
      Tanta choradeira numa liga que há anos é o hino ao antijogo.
      Curiosamente, o antijogo foi esquecido depois desse jogo e depois do carnide ser beneficiado (vá, beneficiado não, dualidade de critérios..) em vários jogos, um deles com o SCP.

      Eliminar
  6. Gostava de saber onde o Benfica fez "berraria"!? Era importante o Mestre começar a fundamentar essas suas postas.

    Aliás, quem tem feito "berraria" é o Porto o e Sporting, como o Mestre bem sabe.

    Mas como o Mestre tem memória curta já se deve ter esquecido do jogo com o Setúbal, em que para além de serem beneficiados, quase agrediram o árbitro e ainda chamaram de volta os jogadores emprestados. heheh

    Depois vem o bdc falar em atitude pacífica e o Mestre tentar inverter a realidade dos factos. Pelo menos a estratégia está em consonância. heheh

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É só ires ao histórico.
      Ou és dos burros que pensa que berraria de carnide só pode vir da boca do Grande Líder? Vai lá ver quantos editoriais foram escritos sobre anti-jogo logo após a partida e quantos programas de paineleiros se fartaram de o mencionar.
      Depois compara isso com qualquer outra jornada do campeonato em que um grande tenha perdido pontos (há sempre anti-jogo nesses casos). Ou compara com o anti-jogo dos lamps contra o Sporting (gostei especialmente como o Sálvio vem para dentro do campo deitar-se no relvado porque se aleijou no braço).

      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Ou és ou fazes que és...

      http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2016/08/22/luis-filipe-vieira-arrasa-arbitro-manuel-oliveira

      http://www.zerozero.pt/news.php?id=179840

      http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/vieira-revolta-se-com-joao-ferreira.html

      http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2016/11/16/luis-filipe-vieira-suspenso-por-60-dias

      http://observador.pt/2016/11/22/luis-filipe-vieira-suspenso-por-lesar-honra-do-vice-presidente-do-conselho-de-arbitragem/



      http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2016/09/10/rui-costa-e-joel-pinho-foram-expulsos-apos-o-final-do-jogo

      http://www.abola.pt/nnh/destaque.aspx?id=646938&zona=1&t=3 (Rui Costa suspenso 15 dias)

      http://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/benfica/noticias/interior/rui-vitoria-queixa-se-da-arbitragem-5350095.html

      http://foradejogo08.blogspot.pt/2016/08/rui-vitoria-queixa-se-da-arbitragem-e.html

      http://foradejogo08.blogspot.pt/2016/08/rui-vitoria-queixa-se-da-arbitragem-e.html

      http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sporting/detalhe/leoes-dizem-que-rui-vitoria-ameacou-o-arbitro-vasco-santos.html

      http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2016/12/06/adjunto-do-benfica-pietra-suspenso-dez-dias

      http://www.dnoticias.pt/desporto/adjunto-do-benfica-pietra-suspenso-dez-dias-fc-porto-paga-mais-de-20-000-euros-GE547989

      Ta na hora de acordar...

      ...para a vida!

      Eliminar
    3. Andas a rir-te muito,um dia as coisas mudam e depois é vê-los fugir que nem ratos à moda Kelvin.Se as coisas não fossem tão previsíveis neste campeonato de fraca qualidade e tão corrupto não mostravas tanta arrogância.

      Quando saís dos limites das nossas fronteiras não passais de um clube de merda.Percebes ou queres um desenho ?.É que lá fora essa tropa corrupta que vos protege não passa de uma escumalha que todos querem ver é longe e nada pode fazer

      Vai ver quantos árbitros estiveram no Europeu,sim os tais bons árbitros que defendeis, só vós defendeis o estado de corrupção e incompetência em que encontra o futebol nacional.

      Esse clube de merda não ganha nada na Europa há quase 60 anos.Há 60 anos que esse clube fantástico do bi-18,do tri-campeão não ganha nada na Europa.A vossa fama começou e acabou com o Eusébio.

      Não passais de uma merda seus pássaros nojentos e então com um cadastrado a presidente junta-se o testo com a panela e está tudo bem explicado o que é o futebol nacional.


      Eliminar
    4. Sr. lã-pião... acho que já foi aqui (e noutros tascos) suficientemente escalpelizado o facto que o carnide, e/ou o seu chefe, não faz nada... manda fazer... não diz mal de ninguém... manda dizer... não corrompe... manda corromper... não intimida... manda intimidar... não ameaça... manda ameaçar... não trafica... manda traficar... para que, depois, todos vocês, comedores-de-cornettos-com-a-testa, possam arrotar postas de pescadas como essa... capisce?!

      Não precisa de agradecer... heheh #heheh

      Eliminar
    5. Uma puta fina, não deixa de ser uma puta.
      Só usa perfume francês em vez de perfume de alfazema.

      Eliminar
  7. Sou portista e gosto do clube mas não acho que sejam as arbitragens que influenciam o facto do clube jogar tão mal e não ter soluções concretas.

    Olá, sou a Olivia. Nova por estas bandas. Gostei de conhecer o teu espaço. **

    ResponderEliminar
  8. Como é possível alguém dizer que o Benfica é beneficiado pelas arbitragens...aquilo é tudo muito futebol...tirando os 6 do Nápoles,os empates com o Besiktas depois de num jogo estarem a vencer por 3 e noutro quererem crucificar o Talisca,a derrota com o Marítimo,o empate em casa com o Setúbal,a forma como ganharam ao Estoril,o baile de bola que levaram do Porto,os dois penálties a favor do Sporting,é realmente muito futebol.

    Muito futebol e muito corrupto junto a remar para a mesma maré,enquanto aos outros é só cortar-lhes os pés.Tudo isto não passa de um replay do Porto anos 80 e 90 onde agora só mudaram a côr da camisolas e a qualidade dos porcos,esta raça de porcos ainda consegue ser mais suja.

    ResponderEliminar
  9. Continuo sem perceber porque é que estes vermes são tolerados aqui, Mestre. Não basta a vileza desta escumalha no mundo real? Sempre estou para ver o que farão ao Moreirense (ao qual auspico que receba Gauld e Chaby, caso aproveitemos Geraldes), treinado por Inácio e com Podence em campo, para conseguirem passar num jogo a eliminar. E não vejo a hora de irem jogar com o Borussia Dortmund. Assim teremos um bom termo de comparação do valor das nossa equipa com aquela cáfila de merdas sempre empurrada pelos bois desdentados que o orelhas poupa ao fundo de desemprego. Vejam o resumo dos últimos minutos do jogo dos B no campas contra o facadas que o Mister do Café publicou: um amarelo poupado por simulação, um golo precedido de falta grande como uma casa, um penalty escandaloso roubado logo a seguir aos vitós que daria, ainda assim, o empate. Isto a favor de umas nulidades que nunca serão ninguém e que só se mantiveram na 2ª liga com uma moscambilha gritante com a conivência de mais uma sad controlada por eles (a do Farense, como se a dos pobres pasteis não bastasse...).
    Quanto a nós, prefiro um resultado mau para o campeonato e a passagem na taça em Chaves. Se passarmos - e, já agora, espero que a direcção se lembre de reforçar o Sp. Covilhã, mesmo retirando Chaby dali, para dar mais luta aos trauliteiros vimaranenses - a meia-final será a duas mãos. Ao contrário do que acontece com estes cobardes,não vejo a hora de voltar a apanhar estes excrementos para o campeonato, no Jamor e na Supertaça...

    ResponderEliminar