terça-feira, 9 de janeiro de 2018

O negócio Dálcio

No fim-de-semana passado, apareceu nas redes sociais uma imagem de pagamentos efetuados pelo Benfica ao Belenenses: a 24 de março de 2015 houve um pagamento de 307.500€, e a 8 de junho de 2015 houve um segundo pagamento de 430.500 euros. No total, o Benfica pagou ao Belenenses 738.000 euros. 

(via @j7seabra)

A polémica relacionava-se com o facto de estas datas serem próximas às datas em que o Belenenses defrontou o Benfica (18 de abril) e Porto (17 de maio), e de poderem estar relacionados com o pagamento de favores pouco lícitos. O Belenenses não tardou a reagir e esclareceu que as verbas pagas eram referentes à transferência do jogador Dálcio.


Após a reação do clube, foram colocados na internet alguns contratos celebrados entre Benfica e Belenenses, entre os quais se encontra o de Dálcio. Conforme seria de esperar, os valores da transferência batem (mais ou menos) certo com os dos pagamentos - seria preciso muito desleixo para registar na contabilidade pagamentos de transações inexistentes. Já sabemos que coisas dessas - e não estou a dizer que o caso Dálcio é um desses casos -, quando acontecem, são feitas em cash para "manter o máximo de confidencialidade e sigilo", conforme explica o anexo das avenças a jornalistas que Janela afirma nunca ter enviado. No entanto, as particularidades do negócio (que não envolveu apenas Dálcio) realizado entre Belenenses e Benfica merecem que se olhe com atenção para aquilo que foi assinado.


O negócio Dálcio... que poderia ter sido o negócio Ricardo Dias ou o negócio Fábio Nunes

No dia 16 de fevereiro de 2015, o Benfica adquiriu ao Belenenses o direito de opção sobre um atleta dos seus quadros. Que jogador, perguntam vocês? Essa é a primeira singularidade do negócio: ainda não estava definido quem seria o jogador. Seria um... de entre três.


Dálcio (na altura com 19 anos, utilizado maioritariamente como extremo) era um dos três jogadores cuja carreira vinha a ser acompanhada pelo Benfica. Os outros eram Ricardo Dias (médio defensivo que, à data, estava a uma semana de fazer 24 anos) e Fábio Nunes (utilizado nessa época como extremo, tinha 22 anos).


Estranha escolha de acompanhamento de carreira por parte de uma equipa do nível do Benfica, visto que era um conjunto de jogadores bastante heterogéneo, quer ao nível das idades, quer ao nível das posições no terreno: a única coisa em comum que existe entre os três é que nenhum deles figura no top 13 dos jogadores mais utilizados nessa época pelo Belenenses.

Minutos por jogador na Liga 2014/15 (fonte: zerozero.pt)

Em troca da aquisição de 50% dos direitos desportivos de um e só um destes três atletas, o Benfica comprometeu-se a pagar a pronto ("na presente data") a quantia de 300.000 euros.


Mantendo-se o jogador escolhido vinculado ao Benfica nas seis épocas seguintes, então o Belenenses terá direito a um bónus adicional de 700.000 euros.

Relembro que o primeiro pagamento do Benfica foi de 307.500 euros (o que não coincide com o quadro dos pagamentos extraídos do ficheiro SAF-T: os 300.000€ + IVA deveriam corresponder a 369.000€) e realizou-se a 24 de março de 2015, ou seja, mais de um mês depois da assinatura deste contrato. Em função do que vimos anteriormente, esse pagamento não terá sido referente a Dálcio, mas até dou isso de barato: vamos assumir que entretanto houve um aditamento que baixou o valor para 250.000 euros (que, com IVA, dá os tais 307.500€) e que a fatura só chegou ao Benfica um mês mais tarde, ou que tenha havido algum encontro de contas. Não coloco a hipótese de ter havido backdating do contrato, porque isso, como se sabe, seria ilegal.

Adiante.

O futuro imediato do jogador a transferir também ficou definido à partida: caso não ficasse no plantel principal do Benfica, então teria de ser emprestado ao Belenenses na época seguinte.


Considerando a utilização dos jogadores e o plantel que o Benfica possuia na altura, as probabilidades de qualquer um destes jogadores ficar no Benfica seriam ínfimas. Na prática, isto era uma garantia quase certa de que o Belenenses continuaria a contar com o atleta na época seguinte, recebendo 300.000 euros (mais IVA) pelo incómodo.

De referir que este mesmo contrato assegura que o Belenenses, caso não tenha entretanto abdicado dos direitos aqui estipulados, terá sempre a receber do Benfica um adicional mínimo de 700.000 euros, seja em caso de venda (independentemente do valor), seja em caso de término de contrato do jogador sem renovação, ou, como já tínhamos visto mais acima, ao fim de seis anos caso o jogador se mantiver ligado ao Benfica.


Continuando.


A cláusula anti-teoria da conspiração

Para os maluquinhos que pudessem ver nesta transação algo mais do que uma simples transferência de direitos, o contrato inclui esta deliciosa cláusula:


Portanto, os clubes garantem-nos que nada foi combinado entre si para além do que está estipulado neste contrato tão singular. Ufff, que alívio, ainda bem que deixaram isso em pratos limpos...


O Benfica adquire mais 25% dos direitos económicos de Dálcio

Apesar de no contrato acima estar estabelecido que o Benfica tinha o intervalo de datas entre 7 e 15 de julho para exercer a opção, os responsáveis encarnados não quiseram esperar tanto tempo e acabaram por escolher o jogador Dálcio antes desse prazo. Em maio de 2015, o jornal O Jogo já noticiava que o Benfica iria deixar o atleta mais um ano no Belenenses - que, sabemos agora, era algo que estava previsto contratualmente.


Uma semana mais tarde, mais concretamente no dia 3 de junho de 2015, o Benfica quis adquirir mais 25% dos direitos económicos de Dálcio, de forma a ficar com um total de 75% por mais 350.000 euros.


Ficou combinado que o pagamento seria feito no prazo de 48 horas. Aqui, sim, os valores batem certo com os dados de pagamentos apanhados no ficheiro SAF-T, que contêm uma entrada de 430.500 euros (350.000 euros + IVA) no dia 8 de junho (três dias úteis após a assinatura do contrato).


Dálcio viria a cumprir a primeira metade da época de 2015/16 no Belenenses, conforme o previsto, mas a sua escassa utilização (apenas 124 minutos na Liga) terá levado a que o jogador acabasse por ser dispensado e passasse para o Benfica B na janela de transferências de janeiro. Em 2016/17 o jogador permaneceu no Benfica B, e em 2017/18 foi emprestado ao Rangers, onde registou um único minuto de utilização até ao momento.


Resumindo

Todo este processo faz lembrar as opções de compra que o Benfica adquiriu ao Atlético Madrid - 4 milhões de euros que, na prática, não mais serviram do que permitir aumentar artificialmente o montante da venda de Gaitán -, pois envolveu o pagamento de verbas ao Atlético em contrapartida de algo que o clube não tinha aparente necessidade.

Este negócio com o Belenenses começou pelo pagamento de 300.000 euros por um jogador a definir. A única conclusão que se pode tirar é que não queriam realmente ninguém - um interesse sério pressuporia que o contrato tivesse um nome específico, enquanto a opção de escolha entre três jogadores revela uma certa indiferença. O único reflexo real de tudo isto foi o Belenenses receber algumas centenas de milhar de euros que, ao que se dizia na altura, faziam imensa falta para pagar salários.

Em junho repetiu-se a história, com o pagamento de 350.000 euros adicionais em contrapartida de 25% dos direitos económicos de um jogador que, sabia-se à partida, continuaria no Belenenses. Mais uma vez, um balão de oxigénio para a tesouraria que a administração da SAD terá visto com muito bons olhos.

Da mesma forma que já tinha acontecido um ano antes, mais concretamente em abril de 2014, quando o Benfica adquiriu o direito de preferência sobre seis jogadores do Belenenses ou, em alternativa, o direito de opção de 30% dos direitos económicos dos mesmos seis jogadores por 600.000 euros pagos a pronto. Surpreendentemente ou talvez não, nenhum desses direitos de preferência viria a ser acionado pelos encarnados.

Em duas épocas consecutivas, o Benfica funcionou como pronto-socorro da tesouraria do Belenenses em momentos críticos da temporada em que as receitas são mais escassas. Junte-se isto aos acordos de cavalheiros que foram deixando alguns jogadores-chave do Belenenses fora das partidas contra o Benfica, e consegue-se encontrar alguma lógica no facto de os encontros entre estes dois clubes parecerem meros amigáveis quando comparados com os confrontos que opõem o Belenenses aos outros grandes...

SLB 7V (27-0); SCP 4V 3E 2D (14-11); FCP 5V 3E (15-2)

36 comentários :

  1. JOGO DA MALA !...Compra-se um clube que fica de cócoras perante a agremiação corrupta.Obviamente que assim se explicam as ausências permanentes de jogadores cruciais do Belenenses e até a presença do presidente da SAD do Belenenses nos festejos do título dos corruptos .Tudo comprado.

    ResponderEliminar
  2. O Benfica adquiriu o passe de Dálcio, jovem promessa, mas este ficou aquém das expectativas. Porquê uma novela com tantos episódios se com Alain Ruiz o negócio foi muito mais ruinoso?
    Ou o Vendel também veio para salvar o Maldonado? O Paulista para salvar o Cáa e Lá? O Bruno César e o Bebeto júnior para salvar o Estoril? Ou o filho do Fontelas para salvar o CA?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O maldonado joga contra o carnide? O cá e lá já deixou de jogar contra o Sporting? A aquisição de dois jogadores a um clube às claras, com informação pública, parece-te em algum momento semelhante a esta fdputice de compras de direitos de opção que nunca serão exercidos? O filho do Fontlas não pode jogar à bola? ou só pode jogar no carnide para ser normal?

      Que cambada de fdp. Tiram qq um do sério.

      Eliminar
    2. o interessante era responder a isso com provas, documentos, testemunhos e coisa e tal. Já vimos que não adianta acreditar em tudo o que vem nos jornais não vá a noticia ter sido escrita por um tipo que recebem em "cash". Os adeptos do clube que aponta aos fruteiros e depois só desejavam era ser como eles. Já agora o Alan Ruiz foi ruinoso de que forma ? foi para o Atlético de Madrid para pagar uma divida de uma opção de compra ?

      Eliminar
    3. Jovem promessa do catano! Até estranho não ter sido convocado para a selecção, tal é a força do benfica

      Eliminar
  3. Esses 750 mil euros devem ter servido para pagar ao tonel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é desconversa é conversa típica de lampião acéfalo.

      Eliminar
  4. Andas à procura de pêlos em casca de ovo, tá visto! O kiwi parece um ovo, é verde e tem pêlos! :-) Já tentaste o kiwi? Se quiseres, mando-te um email, ó artista!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manda, manda! que o artista depois mostra e agente anda a gostar de ver o que vocês costumam mandar nos mails. É que, felizmente, vocês são uns ineptos do caralho, e mesmo com avisos para apagar tudo acabam por não apagar nada. Manda manda!

      Eliminar
    2. De certeza que o Mestre deixa passar estes porque é mauzinho e gosta de vê-los a estrebuchar

      Eliminar
  5. https://www.youtube.com/watch?v=PEHZFIFMHfU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo "transparente"... até transparecer a porcaria que está lá no fundo.

      Eliminar
    2. Estas situações se não contam com a conivência do treinador contarão, possivelmente, com o seu silêncio. Depois... há as coincidências. Treinador então do Belenenses é o actual Treinador do Aves. Mas são coincidências, não mais que isso!

      Eliminar
  6. 28-0 nos últimos 8 jogos para o campeonato.

    ResponderEliminar
  7. Dalcio Gomes é o mesmo estilo de mala do Rui Fonte...

    o próprio não sabe como é que foi transferido do setubal para o rabolhense.

    ResponderEliminar
  8. E também li algures que o carnide também tem direito de preferência sobre qqr jogador do vitória de guimarães por 1M e tal. É isto que eles fazem. Porque é que temos presidentes de clubes a ligar ao midas a perguntar se concorda? Clubes vivem dos subsídios patrocinados pelo carnide, daí não custar perder uns pontos, tirar uns jogadores, deixar a bola entrar na baliza.. Mais do mesmo.

    ResponderEliminar
  9. Será giro verificar se este "modus operandi" aka "Como contabilizar a Mala" foi utilizado com algum outro clube.

    ResponderEliminar
  10. Os 738 mil € pagos pelo Benfica ao Belenenses referem-se à compra de um direito de preferência por 5 jogadores. Fredy, Filipe Ferreira, Rambé, Matt Jones e Tiago Silva. Nenhum foi contratado.

    O valor desses dos direitos de preferência desses jogadores foi pago no final da época anterior 2013/2014.
    Tanto que na época 2014/2015 o Rambé e o Fredy foram vendidos a outros clubes e o Belenenses teve que devolver 100.000€ de cada 1.

    dados via
    http://www.fcporto.ws/index.php?topic=20472.msg3127563#msg3127563

    ResponderEliminar
  11. Casos destes -e deve haver mais, até com outros clubes (Setúbal, p.ex)- deveriam levar a FPF a exigir uma investigação séria.
    Mas se a FPF está comprometida e se o SE da Juventude e Desportos o que quer é que não façam ondas nem ruído, resta-nos ir denunciando.
    Entre os benfiquistas há gente séria, que de modo algum de revê no triste espectáculo a que os actuais dirigentes conduziram o clube. E vão aparecendo vozes críticas, só que o actual rosto da oposição (Rui Gomes da Silva e o acólito Jaime Antunes) é de raposas que vão acabar por tomar o galinheiro de assalto e tornar tudo ainda pior.

    Vê esses lampiões que por aqui cacarejam, tipo Billy, Rudolfo, Nuno Martina, preocuparem-se com este comunicado da sua direcção a ameaçar os seus funcionários?
    Comunicado que deixa claro que os mails são verdadeiros?
    Por isso e sendo as galinhas burras por natureza, como vão elas parar, um bocadinho que seja, para analisar os negócios que o MdC acima revela?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Comunicado que deixa claro que os mails são verdadeiros?"
      Sherlock Holmes não chegaria tão depressa a uma conclusão tão brilhante!
      E agora? Achas que os funcionários do Benfica deveriam revoltar-se? Apresentar queixa no Ministério Público?

      Eliminar
  12. O campeonato da mentira...

    Tudo o que sempre foi sendo dito por aqui, não só pelo MdC como pelos restantes sportinguistas que aqui comentam, vai sendo confirmado. Mail após mail.

    Corruptos, vigaristas. A escumalha deste país. Toque de midas invertido, onde tocam vira merda.

    ResponderEliminar
  13. Vocês continuam a bater no Tonel mas a PJ não quer saber disso. Quanto aos outros temas, mas sabes alguma coisa sobre isso, além da cartilha que recebes? Então apresenta queixa na PGR. E quanto à fruta, não somos grandes especialistas nessa matéria.

    Há uns temas que nem piu... há outros que vêm em manadas. Quanto mais cartilham, mais mostram que se estão a cagar para o clube. #descarregabenfica

    ResponderEliminar
  14. Por outras palavras, isto é o célebre "jogo da mala" a funcionar. Um suborno travestido de contrato, que valeu 3 pontos ao carnide em 2015/2016 e muitos mais depois disso. 28-0 nos últimos 8 jogos dá que pensar.

    ResponderEliminar
  15. Bom, a mala foi finalmente descoberta. Pelo menos a que pode ser apresentada como legal e que pode ser transposta para papel.

    Falta o outro tipo e isso deve ser mais dificil de descobrir.

    Em relação a este tipo de opções de compra julgo que seria necessário a apresentação de uma queixa na Uefa e FIFA pois isto é uma forma encapotada de deter direitos e poder sobre o desempenho desportivo de outras equipas e de outros jogadores.

    Pode ser legal mas é, cheira-me, altamente duvidoso.

    No minimo isto é chico-espertice saloia à moda tuga no seu pior.

    Não sei se estão a ver mas imaginem por absurdo descobrir-se copisa semelhante na Liga dos Campeões. O Barcelona e o MCity podiam fazer opções compra na ordem das dezenas de milhões ;) ... topam.

    Eu espero mesmo que este tipo de denuncias sejam objecto de análise juridica e de queixas formais por parte do Sporting ou outros interessados junto de quem for possível.

    Esta situação do Belenenses é por demais óbvia para ficar assim.

    ResponderEliminar
  16. Deram cabo do futebol...

    A maioria dos clubes perdeu a cara, submeteu-se... e o resultado é o G15

    Isto não é uma liga de 34 jornadas com 18 equipas a disputar entre si, é uma liga onde Porto e Sporting tentam obter mais pontos que o Benfica, sendo que o Benfica tem já muitos pontos garantidos por acordos deste género,

    Hoje quando li que o novo reforço Sueco do Benfica deverá assinar e ser de imediato emprestado a um clube da liga deu-me vontade de rir, não existe qualquer pudor e vergonha na cara.

    ResponderEliminar
  17. Lol. Que filmaço... Por um contrato simples. Se o dacio no ano seguinte se valorizasse no belenenses já estava comprado e seria vendido a quem o Benfica quisesse. Qual é a dúvida?

    Seria estranho era se o dacio fizesse um penalti (tipo tonel), ou se o belenenses poupasse meia equipa como fez o união da madeira rumo à descida nesse ano, ou levasse um cartão para não jogar (tipo kleber).

    Mas vocês só vêm vermelho à frente... O melhor jogador do Estoril não joga contra o Porto? Isso que interessa? Interessa é o Benfica. Aliás isso viu se após o derby... Deixaram de estar em 1o...Mas o jj, esperto, veio logo com a conversa que agora o Benfica estava a 5... Vocês ficaram logo satisfeitos. Vocês não jogam para ser campeões... Jogam para ficar a frente do Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os teus pais, todo o santo dia, se lembram, em tom de arrependimento, que um simples preservativo (lhes) tinha evitado um porradão de problemas...

      Eliminar
    2. Mesmo retardado. Até o Ivo "fui roubado, bora falar de futebol?" Vieira já admitiu que o Kléber nunca jogaria contra o Porto por estar limitado fisicamente e aproveitou para limpar. Deves pensar que é tudo como o Suinel Rosa, esse craque do Cova da Piedade.

      Eliminar
  18. Deixa ver se eu percebo, o Vieira o cabecilha não sabia que era para o supremo interesse do Benfica? Pensava que eram só borlas!

    hahahahaha

    Continua inspector! Descobris-te o esquema de corrupção, m funcionario a querer justificar borlas.

    Enquanto isso a pior equipa dos ultimos 7 anos do Benfica deu um banho de bola a uma equipa vergonhosamente levada ao colo.

    ResponderEliminar
  19. Delicioso este post. Obrigado pela análise.

    Deve ter sido o LFV que ordenou a tal “aqui não passa nada” cláusula decima-quarta. Pelo português e pela certeza que que a sua palavra não suscita quaisquer dúvidas. “Não há corrupção no benfica!”

    ResponderEliminar
  20. Mestre, se não me engano, existia uma imagem de uma folha de Excel diferente onde estava identificado o pagamento do Dálcio. Creio que este será um pagamento diferente.

    A pergunta é: para quê comprar direitos de opção de jogadores que não interessam ao Arrentela?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No futebol, onde há negócios há comissões, pelo que a questão até é simples: quem e quanto ganhou quem intermediou e//ou os negócios?

      Eliminar
    2. Não será só isso. Isto é uma forma encapotada de transferência de dinheiro do benfica para o Belenenses. Quais as contrapartidas?

      Eliminar
  21. Eu lembro-me sempre de quando jogava Football Manager, escolhia sempre um clube poderoso e um clube de segunda, que à boleia do poderoso chegava sempre a campeão nacional.

    ResponderEliminar